Início > Sem categoria > Mônica como antes, nunca mais

Mônica como antes, nunca mais

Hoje é dia do meu aniversário (e feliz desaniversário para vocês!), mas não é o motivo do post de hoje, como podem ter notado pelo título.

Recentemente voltei a comprar revistas da Turma da Mônica, não aquela Jovem, ainda não engulo muito bem as histórias da Mônica estarem em série e em formato mangá. Pra mim a Mônica sempre vai ser a baixinha gorducha de 7 anos que não envelhece apesar dos aniversários. E foi justamente isso que a MSP quebrou.

Os personagens da Mônica mudaram de traço ao longo do tempo, mas a cada iteração mantiveram qualidades e marcas únicas, assim como as têm na versão Jovem. Mas cáspita, não mexam de forma sutil na turminha que marcou a minha infância como fizeram!

O que reclamo é do abuso de expressões faciais por demais caricatas. Como desenho, a Turma da Mônica é caricata por natureza, mas nunca precisaram perder seu charme adotando características mais “modernas” (?). Enfim, segue um scan de uma das páginas de Mônica nº40 (numeração da Panini) para exemplificar.

Essas expressões NÃO

Essas expressoes SIM

Fora que as historinhas do Astronauta e do Bidu perderam o charme que tinham com esse abuso. O Bidu, antes um personagem egocêntrico que nos trazia simpatia mesmo assim, parece um bobo desnecessariamente na historinha que segue a mesma edição. Pelo menos essa foi a impressão que tive, e não é a primeira que ele passa por alguma confusão com a Fifi. Certamente na minha época ele conseguiria o mesmo efeito sem ter que partir para o uso desse recurso.

Novos personagens como a Denise (um Xaveco feminino?) e a Carmem da Esquina são estranhos pra mim, embora o Lucas não seja, talvez por ser uma adição necessária à turminha. Essas e aquele japonês (Tikara?) foram desnecessários para mim. Já tem o Hiro (e porra, não esperaram ele!). E pombas, alteraram o Rolo mais uma vez! Para quê???

Acredito que sim, a Turma da Mônica deve evoluir para continuar acompanhando seus leitores. Os quadrinhos lá fora também fazem isso, vejam quantos ilustradores impõe marca própria a cada novo arco de X-Men ou Homem-Aranha (não quero entrar agora no mérito de discutir a merda que fizeram com o universo Ultimate, vamos imaginar que ele está bem e o terceiro arco dos Supremos NUNCA existiu, ok?), mas ao lidar com uma franquia que dificilmente muda seu traço, certas características deviam permanecer imutáveis, ou então mudar mais radicalmente.

Em um mundo onde preto e branco são extremos e vivemos em meio a tons de cinza, algumas coisas são melhores se mantidas em extremos, e não em tons que tentam agradar gregos e troianos. Isso nunca dá certo.

Anúncios
Categorias:Sem categoria Tags:
  1. Jan
    abril 21, 2010 às 22:48

    Eu não achei ruim. Claro que não precisa exagerar demais nas caretas, mas uma vez ou outra não tem problema.

  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: