Início > Sem categoria > Scott Pilgrim vs The World

Scott Pilgrim vs The World

Ultimamente venho falado muito de Scott Pilgrim no Twitter, no Facebook e no GTalk para algumas pessoas, que geralmente me perguntam: o que diabos é Scott Pilgrim?

Nascido como uma série de quadrinhos por Bryan O’Malley, os quadrinhos com um traço simples (mas isso não quer dizer que Bryan desenhe mal, muito pelo contrário, é um estilo diferente do convencional para HQs), conta a história do personagem título, o canadense Scott, e sua paixão por Ramona Flowers, o que o levará a enfrentar os 7 ex-namorados do Mal (ou malvados, mas fica menos impactante…). Os quadrinhos bebem muito dos videogames, com diversas referências sendo percebidas. Infelizmente, a Cia das Letras trouxe até agora apenas o compilado do primeiro e segundo volumes, espera-se que terminem até sair o filme no Brasil.

Logo em seguida veio o filme, com um hype enorme gerado pelo Judão (que aliás, é um gerador de hype infernal, pra mim o Judão perdeu muito do que o deixava genial há 8 anos atrás) por ter Michael Cera e Mary Elisabeth Winstead. Do mesmo diretor de Shaun of the Dead, saiu há pouco nos Estados Unidos e deve demorar até meados de Novembro para chegar ao Brasil, porém pelos trailers pareceu ser bem fiel aos quadrinhos, trazendo adaptações geniais ao que não cabe à grande tela. Claro que alguma parte teve que ser cortada, como o clipe a seguir mostra.

http://i.adultswim.com/adultswim/video2/tools/swf/viralplayer.swf

E saindo antes do filme, primeiro no PS3 e depois no XBox360, veio o jogo. Como todo o restante da obra, o jogo homenageia outros jogos, é fácil notar referências a Super Mario Bros, Battletoads, Megaman, Kirby, Tartarugas Ninja 2 e até Marvel vs Capcom (os “wolverines” atacam com o Berserker Barrage do Wolverine). A estética 8-bits de Paul Robertson adotada casa muito bem com o estilo beat’em up bebido de fontes clássicas como River City Ransom, com trilha sonora de Anamanaguchi, banda de chiptune rock.

Como em resenha do IGN, o jogo não é perfeito, a dificuldade alta, a falta de um multiplayer online (pelo menos há o local para 4 jogadores) e alguns bugs (fico sem saber se é devido ao uso de Flash em algumas partes – como é revelado nos créditos – ou se é por causa da novata Ubisoft Chengdu, pelo menos nunca ouvi falar de um jogo desse estúdio) podem atrapalhar, mas nada que retire a diversão de sentar em frente à TV com alguns amigos e tentar zerar em uma tarde (lembrando que não dá para abrir todos os troféus em uma jogada só direta).

No interesse do leitor, recomendo ou ler os quadrinhos ou ver o filme antes de jogar. Assim você não perde a história e fica sem entender algumas situações, nem estragas as surpresas do filme ou dos quadrinhos.

Anúncios
Categorias:Sem categoria Tags:, ,
  1. agosto 16, 2010 às 11:43

    waaaa *-*Cara, eu realmente gosto de scott Pilgrim!Quando eu terminei o primeiro livro fui imediatamente ver o trailer do filme! No geral gostei muito…mas temos que esperar para ver se realmente é bom..Espero que seja..A Ramona tá foda!!! *¬*

  2. agosto 16, 2010 às 17:13

    Ah, como seria bom se eu tivesse um amigo que morasse perto e tivesse um PS3 com esse jogo e me convidasse pra ir na casa dele jogar…

  1. julho 7, 2011 às 01:31

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: