Início > games, Rio > Gamecraft – Segundo dia (e encerramento)

Gamecraft – Segundo dia (e encerramento)

O final do primeiro dia do Gamecraft trouxe uma lembrança: teríamos que fazer uma apresentação sobre os jogos enviados para a mostra indie e eu estava encarregado do primeiro jogo não-digital dos Ludobardos, já que nem o Rian nem o Cardarelli poderiam apresentá-lo por causa das bancas de projeto final da sexta. Compras guardadas, notícias e emails (OVER NINE THOUSAND!) lidos e um rápido cochilo de 20 minutos, era hora de trabalhar na apresentação.

No final das contas, acabei preferindo não dormir, conhecendo meus períodos de hibernação quando estou cansado, e isso mesmo com a extensão de tempo que recebemos do Pedro Henrique que saiu na noite anterior. Acabamos perdendo as duas primeiras palestras (e na pressa de sair de casa esqueci o Red Bull que levaria pra dar um gás), mas conseguimos chegar a tempo pra mostra dos jogos independentes.

Foi estranho apresentar ‘o Seu Espião Safado!‘, um jogo do tipo “print and play”, para uma platéia que esperava jogos digitais, mas o PH mostrou um tweet de alguém interessado, provavelmente um safado que está escondendo informações de alguém! Aproveitamos para divulgar também o projeto Gamerama do professor Guilherme Xavier, onde nasceram os jogos dos Ludobardos.

Arthur apresentou o nosso ‘Lights Out!’ em seguida, e showman que ele é, transformou nosso protótipo em algo que cativou a atenção da platéia, com apoio do PH e do Pivotto do Baixo Frente Soco jogando no palco. As outras apresentações foram bem interessantes, havia alguns ali que com um polimento a mais já ficariam bem fechados e outros que demonstravam a qualidade técnica e criativa dos desenvolvedores, espero vê-los no SBGames 2011 em Salvador. Fiquei decepcionado que o pessoal da PUC não foi apresentar o boardgame Folklore, eles poderiam até fazer um playtest com mais pessoas depois.

O Gamecraft terminou com o keynote do Carlos Bordeu, criador de Zeno Clash e Rock of Ages (que já espero tem algum tempo, é bem criativo. Será publicado pela Atlus). Carlos apresentou o Ace Team, de sua criação ao momento atual, compartilhando com a plateia suas experiências como desenvolvedor e como os presentes deveriam buscar se destacar nesse mar aberto.

O Gamecraft foi um evento excelente. Com jogo de cintura e muita dedicação, Yanko e Tinnus conseguiram manter a boa organização e propiciar algo que faltava no cenário carioca, uma lacuna que deixava muitos desenvolvedores sozinhos no escuro e dependendo dos poucos contatos que tinham. Yanko anunciou no final sua intenção de haver encontros trimestrais, o que acho muito bom pois marca ‘milestones’ para os desenvolvedores independentes não deixarem seus projetos na geladeira e é sempre bom reencontrar os amigos e fazer novos contatos.

Anúncios
Categorias:games, Rio
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: