Início > games, viagens > SBGames 2011 – Salvador: Dia -2

SBGames 2011 – Salvador: Dia -2

Rian chegou antes a Salvador porque tive problemas com a compra da passagem no meu cartão e não conseguimos lugar na mesma companhia e vôo, sendo assim, teve 5 horas de vantagem para conhecer a cidade, com sua alma de cigano. Cheguei mais por volta das 18h ao hotel e ainda o esperei até quase 20h de sua caminhada pela orla, vindo do Farol.

Vidro da aeronave

A beleza fractal dos cristais de gelo no vidro da aeronave.

Saímos de ônibus para o Pelourinho à noite, conhecer o que seria a Lapa dos soteropolitanos e o que me foi dito sobre Salvador se mostrou verdadeiro: estávamos em Porto Blacksand! Não podíamos parar, e mesmo andando vinha um oferecendo fitinhas de Senhor do Bonfim, claro, com intenções mais obscuras por trás. Já tínhamos sido avisados disso, e mesmo assim não foi fácil escapar das insistentes investidas dos nativos. Rolávamos testes de percepção para poder desviar dos avanços cambaleantes, como se achassem que éramos meros turistas desavisados. Vinham com sua “boa vontade” servirem de guias, conheciam tudo e não cobravam por informação. Quando temos que sobreviver, fazemos da maneira como podemos e é perda de tempo querer encontrar os culpados por isso, nada seria feito.

A situação lembrou muito uma guilda de ladrões de jogo de RPG, pois quando finalmente demos 2 reais para o nosso novo “guia” do Pelourinho nos deixar em paz, ele e os outros sumiram, como se nunca tivessem estado lá. Uma situação literária foi quando vimos uma gangue de crianças bater em um cachorro de rua com um toco de madeira, havia um quê de Capitães de Areia ali.

Saindo do Pelourinho, voltamos para Rio Vermelho finalmente comer alguma coisa: carne de sol (durante um banho de lua!). Ali sim era mais parecido com a Lapa carioca, pessoas, música e poder andar pelas ruas de madrugada quase sem medo. Descobrir bares em vielas e encontrar uma festa em uma oficina mecânica. Faltou conversarmos mais com os nativos, mas com o que passamos no Pelourinho, vamos demorar um pouco pra fazer isso.

E ainda não comi acarajé =/

PS: Porto Blacksand! pode ser baixado aqui.

Anúncios
Categorias:games, viagens
  1. Isabelle Rocha
    novembro 7, 2011 às 01:30

    Não deixe que a primeira impressão te impeça de conhecer os baianos. A cidade é linda, e as pessoas são maravilhosas, de verdade.
    E se você voltar de Salvador sem comer acarajé, considerarei que não esteve aí!
    Um beijo.

  2. Isabelle Rocha
    novembro 7, 2011 às 01:34

    Belíssima foto (esqueci de comentar).

  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: