Início > livros, RPG > Crônicas da Tormenta: Antologia de contos

Crônicas da Tormenta: Antologia de contos

Capa do livro Crônicas da TormentaO cenário de Tormenta é um dos mais bem sucedidos nacionais de RPG e provavelmente um dos mais controversos ao colocar em choque duas visões do mundo: alguns apontam Tormenta como uma colcha de retalhos de caraterísticas de RPG de fantasia medieval e de animês, outros falam de um lado mais sombrio de Tormenta, nem um pouco colorido como os detratores do cenário gostam de acusar.

Embora não veja problema em ter um cenário com características que agradam a uma grande parcela do público que o consome (e que abre caminho para novos leitores e jogadores), Tormenta consegue sim ser uma colcha de retalhos que faz juz a essas duas visões. Se de um lado temos os mangás nacionais Holy Avenger e Dungeon Crawlers que mostram um lado mais colorido (e isso não quer dizer seja sinônimo de bobo ou infantil), de outro temos a trilogia de romances de Leonel Caldela que mostram o lado mais sombrio e adulto (e isso não quer dizer que não seja divertido nem que afaste o outro público). Adicionando ao cenário e com potencial para agradar a ambos os lados, temos o livro Crônicas da Tormenta, uma antologia de contos ambientados no cenário.

Crônicas traz quatorze contos, a maioria novos, de autores já conhecidos do fiel público e de novatos. O fato de serem contos e não um romance único traz a grande vantagem de se poder ler os capítulos sem se preocupar com o tempo entre um e outro, não há uma seqüência de eventos ou uma enorme lista de personagens que fará você ler os capítulos anteriores se encostar o livro na estante. A grande desvantagem é deixar nos leitores aquela vontade de saber mais sobre  a história, ficar imaginando como seria uma continuação ou como poderiam ser diferentes se tivessem todo o espaço das 279 páginas para se desenvolverem.

Talvez eu esteja enganado, mas parece que os contos foram selecionados pensando em mestres de RPG: são vários que despertam aquela fagulha criativa ao darem oportunidades para criar aventuras, desde o clássico monstro da semana a revisitas a personagens esquecidos e de referências obscuras). Um dos contos inclusive traz a lembrança de que a Academia Arcana não é a única escola de magia no mundo e isso talvez seja um dos problemas que mestres, jogadores, fãs e trolls de Tormenta e outros cenários têm: lembrar que não é porque existe uma grande referência naquele mundo que não haja diversas pessoas ou entidades que fazem a mesma coisa mas em menor escala.

Enfim, os contos, seus respectivos autores e uma breve impressão sobre cada um. Espero que se você tenha dúvidas se deva comprar e ler, esse post as remova e o leve a uma livraria ou ao site da Jambô.

História de Herói – Leonel Caldela
É uma história do Caldela. Precisa de mais explicações? Mostra uma Arton nua e crua e eventos do passado recente do cenário.

Teopatia – Remo Di Sconzi
Loucura nas ruas de Valkaria. Um conto bem interessante e gráfico.

O Último Golpe da Javelin – Claudio Villa
Sobre um ladrão, seus golpes e conseqüências. Para aqueles que acham que vida de ladrão é só invadir masmorras.

Ária Noturna – Marlon Teske
Uma história de piratas com direito à obrigatória Quelina e a tesouros e lendas. Já disse que a maioria dos contos instiga aventuras?

Canção Para Duas Vozes – Ana Cristina Rodrigues
Você vai pensar duas vezes antes de dizer que bardos não são interessantes.

Revés – Douglas MCT
Uma história bem pesada e igualmente interessante. Se um dia mestrar Tormenta de novo, vou fazer questão do que é mencionado aparecer na aventura.

O Perfil do Escorpião – Rogério Saladino
Abdullah volta da revista Só Aventuras para nos presentear com uma história que traz um novo vilão a Arton. Falei antes que os contos davam boas aventuras, não?

Lua de Trevas – Leandro Radrak
Boa história também, não posso comentar muito para não acabar entregando mais do que devo. Pra quem gosta daqueles contos de mistério com assassinatos.

Hedryl – Raphael Draccon
Lembra daquele paladino que matava um dragão em uma aventura solo (Dragão Brasil ou Só Aventuras)? O que aconteceu com ele depois disso? Só pra lembrar, Hedryl é o Khalmyr em Arton Sul.

O Rouxinol e os Espinhos – Remo Di Sconzi
Sobre os vícios da nobreza ahlenniana, mostrando que Arton é muito mais renascentista que medieval. E perversa também, mas isso é o que esperávamos de um livro sobre a Tormenta, não?

Os contos que encerram o livro são republicações de clássicos das revistas Dragão Brasil e Tormenta, merecendo aqui seu lugar para imortalização já que se esgotaram suas fontes originais.

Arautos da Guerra – Antônio Augusto Shaftiel
Sobre devotos de Keen que não eram muito bem quistos, até que… Shaftiel também é conhecido pelos romances do universo de Trevas.

Vingador de Aço – Marcelo Cassaro
É a terceira vez que vemos este conto que trouxe um dos monstros mais memoráveis da história antiga da Dragão Brasil, o drolem. Perguntem aos jogadores da minha primeira campanha de D&D (aquele da caixa da Grow), eles tremiam só pela descrição do bicho. E paladino bárbaro treinado por um monge tamuraniano? Temos sim senhor, a primeira aparição de Taskan Skylander.

Ressurreição – Leonel Caldela
O clássico Grupo do Mal em sua última história e a que lançou Leonel Caldela no mundo de Tormenta. Quem nunca leu deve ler para ver como ele já escrevia bem naquela época.

O Cerco – J. M. Trevisan
O conto que mostra o poder da Aliança Negra e a inquietante e polêmica possível aparição da “Flecha de Fogo”, sendo que ninguém até hoje sabe se é outra personagem ou o Trevisan tentou despistar suspeitas ao dizer que não era. Junto com Hedryl, mostra os horrores do exército goblinóide.

Anúncios
Categorias:livros, RPG
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. agosto 13, 2014 às 00:44

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: