Início > games > Retrospectiva 2012 e Resoluções 2013: Jogos

Retrospectiva 2012 e Resoluções 2013: Jogos

Bem-vindos ao provável último post do ano de 2012, um ano que para mim foi cheio de acontecimentos marcantes, como a obtenção do meu mestrado em ciência da computação na área de computação gráfica. Foi um ano também de procrastinação de várias coisas que eu queria fazer, como leituras de quadrinhos e livros.

Neste post em específico, trato sobre os jogos que zerei no ano de 2012 na retrospectiva do ano. Nas resoluções para 2013, falo dos jogos que pretendo zerar neste ano que se inicia. E se conseguir, farei outro post sobre leituras e accomplishments de 2012 e resoluções para 2013.

Não se esqueçam de comentar sobre o que vocês fizeram em 2012 e o que pretendem fazer em 2013, seja no próprio corpo do comentário ou com o link para um blogpost.

Retrospectiva 2012

Toe Jam & Earl (PS3) – Foi minha grande dívida com o Mega Drive. Alugava direto esse jogo, muito bom pra jogar em dupla. Só falta fazer isso pela PSN ou localmente.

Cave Story+ (PC) – Não é a toa que é a princesinha dos indies. Cave Story é um shooter muuuuuuuuuuito bonito e com uma bela história. Falta só fechar com o final secreto.

Daytona USA (PS3) – Joguei Daytona algumas vezes em arcades e no N64. Não lembro se meu primo tinha no Saturn dele, mas me divertiu mais que Gran Turismo 5 e foi o primeiro que platinei (apesar de não ter troféu de platina…).

Journey (PS3) – Lindo! A vedete indie do momento, até que surja outro que o destrone. Journey fecha a trilogia da thatgamecompany no contrato com a Sony e foi lançado em pacote com Flower e Flow. É um jogo que até que não joga consegue se emocionar.

Cavaleiros do Zodíaco – A Batalha do Santuário (PS3) – Eu particularmente não gosto do gênero Musou, onde você encarna um personagem bem poderoso e sai destruindo diversos inimigos até chegar nos comandantes do exército. CdZ mudou isso, pelo menos ser fã e poder distribuir os golpes do animê ultrapassaram qualquer preconceito que eu tinha. Falta fechar as novas histórias que abriram com o fim da campanha principal. A dica é evoluir os cavaleiros fazendo os desafios.

Naruto Shippuuden Ultimate Ninja Storm 2 (PS3) – Não consegui jogar o Shippuuden de PS2 por causa das quests do modo história. Nesse, as quests até foram suportáveis, mas sinto falta da época dos de PS2 da época antes do Shippuuden, quando você só precisava lutar, sem ter que passar por quests FEDEX…

Call of Duty Modern Warfare 3 (PS3) – Por mais que eu reclame da linearidade e da jogabilidade, adoro a forma como a história é contada. Modern Warfare 3 fecha muito bem a trilogia.

Double Dragon Neon (PS3) – Revival de um dos melhores beat-em ups da geração 8-bit, feito pelo pessoal estupendo da WayForward. Se tem um estúdio que eu gostaria de trabalhar sem dúvidas além da Naughty Dog, são eles! Tirando a lentidão dos personagens que é estranha no início, o jogo flui muito bem.

The Simpson Arcade Game (PS3) – Foi especial para mim, o primeiro (e talvez único? Não lembro…) jogo de arcade que zerei, em Cabo Frio, com uma galerinha do metal que morava no prédio onde estava passando as férias. E eu só tinha uns 4 ou 5 anos…

Oniken (PC) – Indie brasileiro que traz em meio à sua dificuldade Nintendo-hard preciosas homenagens a jogos como Ninja Gaiden e Vice: Project Doom. Vale a pena comprar na Desura enquanto não sai no Greenlight do Steam.

Hotline Miami (PC) – Particularmente eu não dava nada nesse jogo até o Protasio praticamente me forçar a jogá-lo. Daí não sosseguei até fechar o jogo e pegar seu final verdadeiro. Muito bom como experiência catártica e vale como uma crítica à violência nos jogos.

Mega Man IV (PSP) – Mega Man é uma série muito querida para mim. Basicamente, moldou meu caráter como jogador e é uma vontade minha fazer meu próprio Mega Man. Ter conseguido zerar o IV com pouca dificuldade foi vencer um trauma da infância!

Double Dragon (iOS) – Depois de fechar o Neon no PS3 com o Ninja Inimigo, precisava de um retorno ao modo antigo. Eis que joguei a versão remasterizada do primeiro no iPhone, um port da versão de Game Boy Advance. Bem fácil…

Manos – The Hands of Fate (iOS) – Baseado em um filme muito ruim com baixo orçamento e que o único ator que recebeu alguma coisa foi o cachorro, que ganhou ração, foi um bom shooter de plataforma com dificuldade Nintendo-Hard. Tirou algumas noites minhas para fechá-lo.

Resoluções 2013

Final Fantasy IV Complete Collection (PSP) – Uma das minhas grandes dívidas com a série Final Fantasy e a Square foi ter jogado várias encarnações do FFIV e nunca tê-las fechado. Dessa vez não tem como deixar passar, a menos que compre a versão pra iOS…

Final Fantasy Tactics: War of the Lions (PSP) – Outra dívida com a Square. Já tinha até comprado a versão de PSOne para o PS3 quando saiu a War of the Lions, remake com cenas em animê para PSP. Recentemente saiu de graça na PS+ par PSP e Vita.

Uncharted 3 (PS3) – Estou enrolando, ganhei de Natal em 2011, passei 2012 inteiro tentando arranjar tempo pra jogar direto e quase o fiz agora no final de 2012, mas a viagem pra Jaconé contribuiu pra procrastinação do Uncharted 3. Já tem até a versão GOTY por aí…

L.A. Noire (PS3) – Comprei porque gostei quando joguei na casa do Protasio e ainda não passei da primeira cena. Ficou ali no canto esperando o tempo certo de jogar.

Metal Gear Solid HD Collection (PS3) – Para quitar minhas dívidas da época do PS2 e de não ter comprado o de PSP. Já estava no finalzinho do Metal Gear Solid 2 quando o PC perdeu tudo. O Metal Gear Solid 3 já estava avançado no PS2 mas tem tempo que não tenho tempo (LOL) de jogar em Resende.

To the Moon (PC) – O Ninja Inimigo está quase desistindo de gravar o cast de To The Moon no Baixo Frente Soco porque a gente tá enrolando pra jogar. Essa dívida será paga!

Little Big Planet 1, 2, PSP (PS3/PSP) – Dívida!!! Preciso terminar esses e abrir caminho para os colecionáveis que podem ser usados nas iterações mais recentes, como o Karting!

Diablo 3 (PC) – Assim que chegar o computador novo instalarei e me colocarei em exílio para terminá-lo, já que meu antigo laptop (agora uma sucata que corrói qualquer HD…) não conseguia rodá-lo. Nem gastei dinheiro com o Diablo 3, ganhei a cópia num quiz que a Ideais fez na faculdade. Cheguei até a comprar o Book of Cain e o romance A Ordem (que entrará na lista de resoluções de leitura para 2013).

Shantae – Risky’s Revenge (iOS) – O jogo é bem interessante, um Metroidvania feito pela WayForward que merece uma boa dedicação. Comecei a jogar na fila do banco e infelizmente acabou parado em meio a outros jogos mais rápidos de celular. Meu respeito pela WayForward me compele a terminá-lo.

Portal 1 e 2 (PC, PS3) – Porque eu sou muito, muito feio de não ter jogado Portal ainda, e nem tenho mais desculpa de não jogar o 2 no PC porque rodava lento, já tenho no PS3…

E a vez do leitor!

E vocês, caros leitores que passam por aqui quando tem post, o que zeraram em 2012 e o que pretendem zerar em 2013? Jogar todos nós jogamos vários jogos e acabamos abandonando uns e outros pelo meio do caminho, há uma forte oferta de jogos e muita demanda de tempo para terminá-los. Quais valeram a pena dedicar esse tempo e esforço?

Anúncios
Categorias:games
  1. Daigreon
    dezembro 30, 2012 às 19:12

    Eu zerei coisa pacaralho esse ano, não ficou nada pro ano que vem,creio eu. Daqui pra frente, só promessas de bons jogos e as muitas decepções que virão. Ironicamente, o jogo que eu mais quero jogar pro começo de 2013 é um Musou, então engole essa.

    • janeiro 11, 2013 às 02:42

      Eu tentei gostar de Gundam Musou, mas depois de ficar matando um bando de capangas infinitos e poucos mechas, não desceu goela abaixo. Mas admiro você e o Mamute por gostarem =P

  2. Gokustavo
    dezembro 30, 2012 às 21:40

    Esse ano eu zerei diversos jogos. Digo que o melhor que eu zerei foi o Arkham City, jogaço que eu recomendo a todos que puderem jogar. E feliz 2013 =D Que ano que vem seja repleto de excelentes jogos como esse ano.

    PS: Quase terminei 2012 sem conhecer o blog do Baere,UHSDDUHASASDUHASDUHHASDU

    • janeiro 11, 2013 às 02:43

      Arkham City tá na minha lista, comprei na promoção da PSN =D

  3. dezembro 31, 2012 às 00:08

    É isso aí, Bruno! Rumo a 2013!

    E se alguém tiver o interesse, o resumo do meu ano está aqui:
    http://supertecnicamente.wordpress.com/2012/12/31/oque-rolou-em-2012/

    • janeiro 11, 2013 às 02:48

      Opa, comentei lá no seu post. Mega Man 10 não me pegou com aquela história do roboenza, mas vamos abrir a cabeça e aceitar em algum momento… Eu tenho que criar disciplina pra poder jogar Pokémon =/

  4. janeiro 10, 2013 às 13:12

    Em 2012 joguei muito pouco. Minha maior conquista foi finalmente ter zerado “Zelda: Ocarina of Time”. A maior dívida da minha vida de gamer foi paga.
    Entre os poucos jogos que zerei, destaco com certeza Journey. Gostei muito desse jogo e talvez escreva uma resenha qualquer dia.
    Em 2013 estou jogando Final Fantasy VI e Red Dead Redemption. Espero terminar ambos ainda esse ano. Assinei a PS+ e agora tenho joguinhos que tiram meu foco. =)

    • janeiro 11, 2013 às 02:45

      Caraaaaaaaaca Chacal, puta dívida!!! Fechou o A Link to the Past?

      Red Dead Redemption é facilmente terminável em algumas semanas jogando de leve. Se o FFVI foi comprado na PSN, dá pra botar no PSP e ir atualizando o save =)

      • janeiro 11, 2013 às 11:15

        O A Link to the Past continua na minha lista de must play. O FFVI estou jogando com emulador no celular. Posso carregar pra qualquer lugar. =)

  5. Jan
    janeiro 20, 2013 às 20:28

    Com o iOS, fiquei com mania de deixar jogos sem zerar. Por isso, nem vou me atrever a fazer uma lista dessas.

    • janeiro 21, 2013 às 00:37

      Nem o Manos? Não vou dizer que foi tranquilo, mas em uma semana jogando direto (direto ao modo do iOS, um pouco todo dia) você consegue fechar.

  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: