Início > games > To The Moon

To The Moon

Aviso: Esse post está dividido em duas partes, uma livre de spoilers e a outra com spoilers.

Sem spoilers

 

Lembro quando To The Moon foi anunciado, ainda em desenvolvimento: um RPG para PC com uma história envolvente, de um jeito diferente do que estávamos acostumados a jogar. Nada da mecânica era mostrado, somente o tema e a música. Não sabíamos como seria, mas o trailer dava aquela sensação de que seria memorável, uma nova forma de contar histórias. Passei a compartilhar pra todos que conhecia: vejam esse trailer do jogo To The Moon, esperem sair, tem cara de que será muito bom. E quando a data de lançamento se aproximou, outros amigos já estavam fazendo lobby também. O jogo saiu e muitos cantavam odes às emoções que ele trouxe, homens chorando como crianças, ou será que chorando como adultos quando lembrados de suas perdas e sonhos perdidos?

No mundo de To The Moon há uma empresa especializada em reescrever memórias para dar a seus clientes uma última sensação antes de sua morte, um último desejo de como tivesse sido sua vida. O jogador controla dois empregados da Sigmund Corp, Neil e Eva, contratados por John Wyles em seu leito prestes a morrer para realizar seu sonho: ir à lua. Para isso, precisam saber de mais detalhes sobre a vida do sr. Wyles para implantar a memória, mas as pessoas que moram com ele pouco ou nada sabem de seu passado. Para estabelecer suas memórias da ida à lua, Neil e Eva precisam revisitar as memórias recentes de Wyles, buscando elos com memórias do seu passado distante e resolver os mistérios que cercam o paciente e seu desejo de ir à lua.

To The Moon - Gameplay

Com uma história cativante e emotiva, To The Moon foi o quarto jogo da independente Freebird Games, feito com um primoroso pixel art e trilha sonora impressionante em RPG Maker XP, vencendo qualquer barreira de preconceito que possa existir com essa ferramenta. Subverte o gênero de RPG fugindo do lugar-comum de lutas, grinding e personagens com classes, raças e atributos. De jogo mesmo, To The Moon oferece pouco do que estamos acostumados, seu foco é na história e no estabelecimento emotivo do jogador com os personagens e situações, afinal, o que esperar de um jogo em que você visita as memórias de um homem à beira da morte senão uma releitura de nossos desejos e arrependimentos? Difícil jogar sem verter lágrimas.

É um jogo melhor aproveitado sem conhecer os spoilers, então evitem a continuação do texto se não tiverem jogado ainda, ok? O próximo lançamento da Freebird Games é A Bird Story, ligado com o passado e com o futuro da série de jogos no mesmo universo da Sigmund Corp.

To The Moon está disponível diretamente pela Freebird Games ou através de serviços como Steam e GOG. A trilha sonora pode ser adquirida pelo Bandcamp ou pela Steam.

Não deixem de comentar! E depois que jogarem, continuem o texto e comentem o que acharam do jogo!

To The Moon - Poster

Com spoilers

 

< Se você está no blog, selecione o texto para ler. Se está em um leitor RSS, provavelmente está vendo o spoiler >

Além da minha ligação com o jogo desde seu início, outro fator emocionante que  acho que quase todo jogador deve ter experimentado também com To The Moon é a empatia com John Wyles, suas perdas que moldaram seu caminho e seu desejo de ir à lua que ninguém conseguia entender. E essa empatia é muito bem construída pelas próprias mecânicas do jogo, ao estabelecer o vínculo emocional do jogador com os objetos que remetem ao passado de Wyles, como o ornitorrinco de pelúcia. Resolver aqueles quebra-cabeças ao final de cada memória ajuda a construir esse laço.

A história de perda de alguém querido faz parte da nossa vida como seres humanos. Comentei no post passado algo semelhante, nos força a crescer e seguir em frente. É difícil não se emocionar com o passado de John e River, com a música To River tocada em piano, com a cena da dança ao farol Anya, com os acontecimentos desde o passado que os levam a se juntar e com o final da memória reescrita, a última felicidade de Wyles antes de falecer.  Quem tem um parente ou pessoa querida com síndrome de Asperger também deve se identificar com To The Moon.

É um jogo que faz você pensar em como sua vida hoje foi moldada pelo que aconteceu no seu passado, nos sonhos que você tinha e abandonou, no que poderia ter sido se alguma coisa diferente tivesse acontecido. Será que você estaria aqui lendo esse post se um pequeno detalhe do seu passado tivesse sido diferente? Será que hoje você seria mais feliz ou menos? Ou nada disso é importante e você só queria ter uma outra chance de ser feliz com alguém que ama?

Infelizmente, por não ter jogado To The Moon a tempo, não pude participar desse cast do Baixo Frente Soco, mas ouvintes disseram que choraram muito ao ouví-lo.

Não deixem de comentar suas impressões sobre o jogo.

Anúncios
Categorias:games
  1. outubro 2, 2013 às 19:42

    Eu devo ser uma das pessoas mais irritantes do mundo quando fico tentando obrigar as pessoas a jogarem esse jogo… Quem não jogou já com clima de desgostar, com certeza se identificou. Não tem ninguém no mundo, seja com 5 ou 50 anos que não tenha um ponto da vida que gostaria de reviver ou imaginar como as coisas seriam “e se…”!
    Enfim, recomendo esse jogo antes de recomendar qualquer outro jogo q já joguei. Pode não ser o melhor jogo do mundo, mas leva a uma experiência diferente de muita coisa q eu já vi na vida.

  2. fcbacelar
    outubro 2, 2013 às 23:11

    Na minha opinião, To the Moon tem uma das histórias mais marcantes dos últimos anos.
    E não estou me restringindo ao mundo dos games.
    Poucas vezes um jogo me emocionou tanto. Recomendo a qualquer pessoa que aprecie uma boa narrativa, seja gamer ou não.
    A propósito, ótimo texto!

  3. José Matheus
    setembro 20, 2014 às 00:13

    Joguei, terminei e chorei muito. Nunca vi um jogo assim, simplesmente fantástico. A história é envolvente, fazendo com que o jogador queira saber mais e mais da história. Já pedi várias vezes para meus amigos jogarem, mas infelizmente eles não querem sentir a emoção deste jogo. Super recomendo.

  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: