Início > RPG > #RPGaDay – Dia 8 – Personagem favorito

#RPGaDay – Dia 8 – Personagem favorito

Agosto é mês da GenCon, uma convenção de jogos famosa nos EUA por ser onde a Hasbro/Wizards of the Coast anuncia novidades para D&D. O designer David Chapman propôs uma série de posts no mês para compartilharmos experiências. Para o Pizza Frita, isso é bom para testar alguns posts mais curtos e reviver o blog. Vamos lá e não se esqueça de comentar!

Dia 8 – Personagem favorito

Como jogador tive poucas oportunidades. Logo depois das minhas primeiras sessões, como comentei nos posts dos dias 1 e 2, assumi a batuta do mestre e assim permaneci por muito tempo. É algo que gosto mesmo, ser o mestre do picadeiro e proporcionar diversão àqueles que vão à casa, observar e contar histórias mais que fazer parte das histórias. Entre os personagens que tive ao longo desses anos, dois se destacam e vou quebrar a regra do dia para colocar no plural.

Vampiro é um RPG que eu sempre quis mestrar mas nunca me achei pronto o suficiente para estar no clima ou ter a história certa, deixava a cargo do Daniel e do Igor mesmo. Embora tenha jogado com um personagem mais elaborado e com cenas memoráveis como o tzimisce Christopher Haitani von Hagen na campanha de Vampiro: A Máscara pós-renascentista do Igor, um personagem inteligente, cruel, manipulador e com muitos fetiches bizarros, o mais engraçado (chocante para os outros) foi o clássico malkaviano médico-e-monstro na minha primeira aventura de Vampiro com o Daniel. Nem lembro seu nome, mas era um médico italiano “de dia”, um assassino psicótico necrofílico “de noite”, bem clichê. Mas ele se destaca pelas cenas bizarras em que se meteu, como impedir que fosse exanguinado com um bisturi enquanto desacordado e em seguida enforcar seu agressor, resultado de bons críticos nos dados. A cena foi bem mais engraçada no momento. Já a cena em que sua personalidade psicótica aparece quando um recém-cadáver era colocado à sua frente para que banqueteassem não foi.

Já em D&D, jogando com o Gustavo, Segall, Gil, Ranier, Wiliam e Fabrício, entrei com o paladino aggelus Savaladar, que nomeia algumas das minhas contas de jogos. A campanha deles em Tormenta já rolava há alguns anos e fui convidado pra participar algumas vezes, mas era coisa de entrar com meu personagem, acabar não conseguindo mais participar e o cabra sumir na história. Dessa vez pegamos as férias (se me lembro bem, duas férias no ano) para jogar a Libertação de Valkaria, dividindo o papel de mestre com o Gustavo, especialmente nas cenas de batalha que ele não curtia muito. Savaladar entrou para o grupo como um enviado de Odisseia para ajudar Hennd Kalamar na sua missão, cresceu com seus novos amigos, dominou um dragão vermelho no combate justo na masmorra de Thyatis e chorou ao enfrentar sua deusa no desafio final, decidindo ser Escolhido como seu prêmio e vagar pelo mundo promovendo aventuras. Esqueci de contar que ele morreu pelas minhas próprias mãos quando estava mestrando dois combates contra os chefes das masmorras (em ambas as vezes contra o observador do desafio de Megalokk). Hoje a ficha de Savaladar está na pasta do Gil, que zela pela proteção deles de nossos poucos cuidados ou do clássico “esqueci a ficha em casa”.

Menções honrosas devem ser feitas à minha própria versão no apocalipse zumbi em Resende que o Décio mestrou certa vez e ao Guy de Final Fight, numa rápida e divertida campanha de Street Fighter 3 Alpha (3D&T) que jogamos em uma noite de carnaval na roça.

rpgaday

Anúncios
Categorias:RPG

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: