Início > RPG > #RPGaDay – Dia 16 – Jogo que você gostaria de ter

#RPGaDay – Dia 16 – Jogo que você gostaria de ter

Agosto é mês da GenCon, uma convenção de jogos famosa nos EUA por ser onde a Hasbro/Wizards of the Coast anuncia novidades para D&D. O designer David Chapman propôs uma série de posts no mês para compartilharmos experiências. Para o Pizza Frita, isso é bom para testar alguns posts mais curtos e reviver o blog. Vamos lá e não se esqueça de comentar!

Dia 16 – Jogo que você gostaria de ter

Como se tornou uma constante nessa série de posts do #RPGaDay, acabo quebrando um pouco as regras ou subvertendo a singularidade para pluralidade. Há vários jogos que gostaria de ter, mas antes de abrir a Amazon ou procurar em velhas listas de compras para poder elencar direito quais, tirei da memória dois deles: Dragon Quest e Cyberpunk 2020.

Dragon Quest era algo desconhecido, vinha com o mesmo símbolo da TSR na caixa mas ninguém falava do jogo, só aparecia nas propagandas de lojas de RPG na Dragão Brasil. Descobri mais tarde que funcionava como uma versão introdutória de D&D, talvez tivesse sofrido justamente por isso: seu preço era quase igual à caixa de D&D da Grow, mas seu conjunto de opções era mais limitado. Além disso, o nome não ajudava, nem ainda por haver um desenho homônimo passando no SBT (aqui no Brasil, Dragon Quest acabou sendo chamado de Fly, o Pequeno Guerreiro), baseado na franquia de RPGs da Enix. Tinha uma cara de dungeon crawler com tabuleiro e cartas de itens, miniaturas de papel e ilustrações bonitas dos artistas da TSR, inclusive usando para o anão a mesma imagem de Bruenor Battlehammer que foi usada em First Quest para Delvar Punhodiferro (ou Ironfist para quem é purista).

Cyberpunk 2020 entra na lista de momentos que se pudesse voltar ao passado, diria para o Bruno do Passado comprar. Encontrei uma vez numa livraria em algum shopping do Rio quando estava de férias, acho que a Siciliano do Barra Shopping. Um dos poucos na sessão de RPG que não era GURPS, dei uma olhada mas essa coisa toda de cyberpunk não era minha praia, não gostava daquela coisa de futuro apocalíptico, falta de perspectiva, de ter que se virar… Tolo eu! Hoje é uma das literaturas que mais gosto! E foi justamente por ter lido Cyberpunk do William Gibson que corri atrás do Cyberpunk 2020 em sebos e não encontrei. Por sorte o Arthur tinha uma cópia xerox, que prontamente xeroquei, mas não é a mesma coisa que ter o próprio livro. Ouvi dizer que o sistema é complexo e meio quebrado, mas ainda não encontrei motivação pra sentar e ler aquelas páginas que hora ou outra se tornam difíceis de ler por causa da falta de tinta da copiadora.

Como disse no início, certamente há outros jogos que eu gostaria de ter, alguns bem mais recentes, outros bem mais antigos, mas precisava delimitar a escolha senão perderia mais tempo tentando me decidir de quais falar do que propriamente digitando essas palavras.

rpgaday

Anúncios
Categorias:RPG
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: