Início > RPG > #RPGaDay – Dia 21 – RPG licenciado favorito

#RPGaDay – Dia 21 – RPG licenciado favorito

Agosto é mês da GenCon, uma convenção de jogos famosa nos EUA por ser onde a Hasbro/Wizards of the Coast anuncia novidades para D&D. O designer David Chapman propôs uma série de posts no mês para compartilharmos experiências. Para o Pizza Frita, isso é bom para testar alguns posts mais curtos e reviver o blog. Vamos lá e não se esqueça de comentar!

Dia 21 – RPG licenciado favorito

A minha franquia favorita é Star Wars. Desde moleque, bem pequeno, conheço os personagens, a história e virei consumidor dos produtos. Mais especificamente, meu maior contato com Star Wars foi depois que passei a poder alugar filmes na locadora por vontade própria, e não apenas quando meus pais quisessem. Isso levou a alguns dias vendo O Império Contra-Ataca repetidas vezes e a vários aluguéis dos cartuchos de Super Nintendo (já que só lembro de ter jogado Star Wars no NES uma única vez).

RPGs de Star Wars existem há tempos. Começou com a versão d6 System lá nos anos 80 (se não me engano) e ficou por isso mesmo por um bom tempo. A Dragão Brasil chegou a ter uma adaptação para Vampiro (trazendo uma adaptação mais fiel) e AD&D (oh the shenanigans!). Finalmente um RPG oficial de Star Wars apareceu quando a Wizards of the Coast trabalhou o d20 e eram livros muito bacanas! Mas não cheguei a ter nenhum.

saga

Foi quando a 4ª edição de D&D estava pra sair que o Star Wars Saga foi lançado. Em formato diferente do padrão, quadradinho, os livros lançados traziam um reboot dos RPGs de Star Wars. Cheguei a comprar alguns além do livro básico, como o Threats of the Galaxy e o Knights of the Old Republic Campaing Setting, por estar jogando KOTOR 1 na época. Porém, é mais um RPG que ainda não joguei.

edge

Recentemente a Galápagos Jogos lançou no Brasil a caixa inicial do novo RPG oficial de Star Wars, o Edge of the Galaxy. A caixa é bonita, traz o conjunto de dados especiais (tem um app pago para isso nas principais lojas de apps mobile), mas acho que acaba ocupando muito espaço na prateleira pelo que oferece. A vibe de jogar com contrabandistas, pessoas normais que querem se dar bem na galáxia e não com jedis traz um novo olhar para o jogo sem parecer um mestre tirano que não deixa os jogadores escolherem as classes que quiserem. Só a aventura da caixa já traz uma boa diversão e serve como introdução pro grupo de aventureiros continuar com o livro básico (ainda não lançado).

Dei muito pouca atenção para o One Ring, o novo RPG oficial de Senhor dos Anéis, mas quem sabe consiga parar pra dar uma lida nele? Pode vir a ser o novo RPG licenciado favorito.

rpgaday

Anúncios
Categorias:RPG
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: