Início > Untagged > Quando os dados surpreendem

Quando os dados surpreendem

[SPOILER ALERT] Já aviso que o post tem spoilers pra quem ainda não jogou a aventura Que As Aventuras Comecem! de Old Dragon.

A última sessão da minha nova campanha de RPG (que vocês podem acompanhar aqui) foi surpreendente, e eu diria que em um bom (ou muito bom) sentido.

Havia preparado um grupo NPC que seria contratado pelo contratante dos aventureiros para eliminá-los. Na minha versão da aventura do Beltrame, Farfgard teria matado seu pai com um desabamento na mina da família abaixo da tumba e precisava dos aventureiros para resgatar o amuleto, já que temia que tivesse voltado como um morto-vivo. A traição aos aventureiros se daria pela influência de Mysia, a maga líder do Bando do Porco-Espinho, uma companhia mercenária.

Quando os aventureiros arrumaram confusão na taverna (e o bando do Porco-Espinho estava lá) e tinham meio que aceitado a proposta de Farfgard como a única alternativa a terem dinheiro, já tinha sido tudo engatilhado pra essa traição acontecer. Montei algumas fichas de grupos NPC para usar em encontros aleatórios e resolvi que o grupo da taverna seria o do Bando do Porco-Espinho.

Durante a luta contra o bando nas minas, após terem limpado o lugar, o pai de Farfgard, como um Atormentado, quebrou as pedras de sua prisão e matou o filho. Após uma série de jogadas de dados ruins (com apenas uma realmente boa, a flecha de Vanael que matou Mysia em One Hit KO), falha na moral dos ajudantes do Bando do Porco-Espinho e uma flechada mortal na cléria do grupo, a guerreira dos Porcos-Espinho, Delyth, estava de pé, com sua lança partida e munida apenas do escudo.

E resistiu bravamente. Cada tentativa de golpe ou agarrão dos aventureiros era rechaçada com uma escudada, seja com a borda, fazendo cortes em pele e armadura, ou com um empurrão bem dado entre costas e costelas, ou na face. Os dados riam dos aventureiros e sorriam para Delyth, que rugia e rosnava.

Muriel, a maga do grupo, tentava argumentar para que Delyth se rendesse. Essa (passava no teste de moral) somente reagia, dizendo que não era fraca como a maga e não se renderia para nenhum homem que a tentasse agarrar (Baden estava já se arrependendo de suas tentativas de agarrão, ambas falhas e que lhe renderam alguns hematomas).

Os jogadores comentavam como ela lembrava a Brienne de Game of Thrones. Estavam todos de certa forma apaixonados pela NPC (e quem sabe pela sorte que os dados lhe deram). Resolvi que Delyth aceitaria não uma rendição, mas um acordo de abandonar o combate, já que não tinham mais contratantes e estavam todos em péssimas condições (e presos na tumba pelos ajudantes do Bando do Porco-Espinho que fugiram).

Delyth viria a matar os dois covardes quando conseguiram sair da masmorra (com seu escudo e mãos nuas!) e ainda deixou claro que esperava encontrar o grupo do mesmo lado em um campo de batalha, ao invés de lados opostos. Certamente espero ter a oportunidade de colocar Delyth novamente no caminho dos aventureiros, ainda não sei se como amiga ou inimiga, mas certamente esse encontro marcou ambos os lados.

Nessa sessão, aprendi que os dados às vezes nos dão oportunidades de repensarmos um encontro que seria apenas para os NPCs morrerem como um encontro com oportunidades maiores a longo prazo. E os jogadores aprenderam como uma jogada combinada de frasco de óleo e tocha pode ser (quase) fatal para eles, além, é claro, de que levar uma luta até o fim nem sempre é a melhor das opções.

Anúncios
Categorias:Untagged Tags:,
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. No trackbacks yet.

E o seu comentário?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: