Archive

Posts Tagged ‘Vida de solteiro’

Compras 2 – A revanche

janeiro 28, 2010 6 comentários

Humm, vejamos. Uma semana com altos e baixos, dor de cabeça, má alimentação, desespero da apresentação do projeto final, formatura, projetos de jogos… E testes na cozinha! Vamos lá!

Era pra ter feito as compras ontem, mas tinha dormido mal de terça pra quarta e não estava me sentindo bem. Resolvi deixar pra hoje. Depois de um dia batendo cabeça com código, enviando emails e evitando pensar no passado, resolvi que além de água gasosa pros meus pais (que chegam amanhã pra formatura), gelatina, matte e H2OH, ia comprar também miojo e SALSICHA!

Depois de ficar ouvindo a Natália falando que a família toda dela cozinha bem e agarrou o namorado pela barriga (tá, essa foi invenção minha), resolvi me testar. Cozinhar é uma vontade que eu tenho desde meu segundo ano do ensino médio, quando queria fazer pratos sofisticados para conquistar damas pela barriga, mas a preguiça nunca me deixou passar do macarrão de pacote.

Então começa o teste, vamos ver se consigo fazer uma coisa BÁSICA da cozinha do adolescente que acabou de ir morar sozinho (cof… cof…); desafio lançado e documentado!

Os ingredientes

A preparação das salsichas. Selecionei duas do pacote e cortei para facilitar o cozimento e a disposição na panela. Depois descobri que duas era muito…


E o miojo vai pra panela com as salsichas. Nesse momento, não dava pra voltar atrás e preparar um cachorro quente. Primeiro porque não comprei pão, e depois porque pão com macarrão não deve ficar bom (a menos que seja o pão italiano lá de Porto Real), enfim, dei continuidade. O corante das salsichas deu um aspecto bem melhor ao macarrão.

Eu preciso de uma colher de pau, me dizem isso desde que vim pro Rio.

Resolvi deixar por um pouco mais de tempo que os 3 minutos do miojo, já que agora temos um convidado especial. Notei que as salsichas engordam quando esquentadas em água e lá se foi minha mente ingênua na cozinha tentando entender porque, mas aí eu espantei a nuvenzinha do pensamento e resolvi deixar a cargo do Google, afinal, eu estava com fome e precisava comer.


E não é que NÃO ficou ruim? Não quer dizer que ficou bom, devia ter colocado uns polenghinhos (mais uma sugestão pra próxima empreitada) e comprado queijo ralado. Polenghi eu usei quando vim para esse apartamento, então sei que incrementa um pouco (melhor acrescentar depois de pronto). Mas vejamos a destruição que esse jantar causou. Atentem para as tabelas:

http://spreadsheets.google.com/ccc?key=0Ap99RbKWileGdFY5T2lUNE9hZl9YQnlveDJDYnR3c3c&hl=en&type=view&gid=0&colid0=1&filterstr0=Associate&sortcolid=-1&sortasc=true&rowsperpage=5

Pois é, que medo, não dá pra viver disso mesmo. Vou pesquisar coisas saudáveis que se possa fazer atentando para custo, benefício alimentar e tempo de preparo =)

PS: O Henrique avisou que eu deveria ter cozinhado a salsicha antes, jogado a água fora, aí sim cortado e jogado dentro do miojo, para evitar bactérias. Então agora já sei quando devo ter nojo de salsichas. Mas o que não engorda, mata né =) *citação errada de propósito

Categorias:Sem categoria Tags:

Compras

janeiro 21, 2010 2 comentários

Depois de uma longa ausência, uma nova postagem. Estava eu cá matutando o que iria escrever, se falaria sobre o Gamerama, o YAT ou outra coisa. Mas por que não falar sobre a chuva e as compras de hoje?

Compras. Ir ao supermercado fazer as compras pra mim sempre foi uma tortura. Como eu passo a maior parte do tempo na faculdade, tomando água que levo em garrafinha e comendo por lá, penso em comprar poucas coisas pra casa. No máximo uma lasanha de emergência, garrafa de água mineral gasosa ou coisas supérfluas.

Minhas experiências quando passamos uma semana em Cabo Frio delataram que sou uma negação pra compras: enquanto Larissa e Daniel faziam compras do essencial (pão, presunto, queijo – ei, pelo menos isso eu sei comprar!), eu e Diogo comprávamos cerveja, vodka, cooler, smirnoff e jujubas… Sim, jujubas. Veja como somos pessoas independentes e responsáveis. Jujubas!

Outras experiências minhas com compras, infrutíferas!

Talvez algum de vocês tenha pegado a piadinha com frutas no label da imagem acima (enquanto eu resmungo: “Bolas, podia ter comprado gelatina!”). Tinha uma namorada minha que toda hora reclamava que eu tinha que comprar frutas, não podia ficar sem e tal. Bem, eu não tenho o mínimo saco pra ficar escolhendo frutas, por isso não compro. É capaz de, sortudo, pegar todas as que estão passando, e geralmente elas acabam esquecidas na geladeira (menos morangos, uvas e ameixas, meus amores!).

O mais chato das compras é fazê-las sozinho. É tão mais interessante comprar com alguém, discutir gostos, trocar informações. Acho que se arranjar alguém pra fazer compras eu melhoro minha dieta caseira. Hoje por exemplo o resultado foi: uma garrafa de água gasosa, Nestea de limão, xarope de matte e suco de caixinha de maracujá. Eu queria ter comprado groselha =/

A chuva que citei no início caiu pesadamente assim que eu saía do supermercado. Fiquei pior que pinto molhado (e um franguinho com as penas encharcadas não é uma bela visão).

And now, for something completely different…

Big Brother watches you, with Dragons and Paladins!

Postado ao som de: Video Games Live – Volume One
Categorias:Sem categoria Tags: